This page in

  • English
  • Français
  • Español
  • العربية

Que nota você daria aos professores do seu país? (event in Portuguese)




¿Qué nota les pondrías a los maestros de tu país?

Faça suas perguntas antecipadamente através do formulário abaixo!

Os professores têm o poder de mudar o futuro dos jovens na América Latina e no resto do mundo. Esse fato vem ganhando cada vez mais importância, pois o mercado de trabalho do século 21 exige formação de altíssima qualidade para que se possa competir em uma economia globalizada.

Sete milhões de professores têm a missão de preparar os jovens para a nova realidade. Portanto, é essencial que o mundo olhe com atenção para esses profissionais.

Hoje, dia 24 de julho, algumas das principais autoridades da educação pública da América Latina e especialistas globais estarão discutindo este tema crucial – e convidam você a participar da conversa.

Em parceria com o El País (e) e a Pontifícia Universidade Católica do Peru (e), o Banco Mundial apresenta o relatório “Professores Excelentes: como Melhorar a Aprendizagem na América Latina e no Caribe”. O estudo defende que é preciso melhorar a qualidade dos professores para avançar nos resultados educativos da região.

Com base na sua própria experiência, que ideias você daria para melhorar o ensino no Brasil?

Convidamos você a fazer perguntas e participar por esta página ou no Twitter, usando a hashtag #bonsprofessores.

Participe!

AGENDA

SESSÃO DE ABERTURA (no auditório e na web)
Mestre de cerimônias e moderador: Augusto Álvarez Rodrich

  • Boas-vindas pelo reitor da Pontifícia Universidade Católica do Peru, Marcial Rubio Correa.
  • Discurso (em vídeo) do Presidente do Grupo do Banco Mundial, Jim Kim.
  • Fala do vice-presidente do Banco Mundial para América Latina e Caribe, Jorge Familiar.
  • Fala da primeira-dama do Peru, Nadine Heredia (a confirmar).

APRESENTAÇÃO "Excelentes professores: como melhorar a aprendizagem na América Latina e no Caribe" (escrito por Barbara Bruns e Javier Luque). Com Barbara Bruns e comentários de Eric Hanushek, da Universidade de Stanford

MESA-REDONDA: "Do diagnóstico às soluções", moderado pelo apresentador de TV Augusto Alvarez-Rodrich.

PALESTRANTES

  • Ministro da educação do Peru, Jaime Saavedra.
  • Secretária nacional de educação básica do Brasil, Maria Beatriz Luce.
  • Diretor do Instituto para Políticas Públicas da Universidad Diego Portales, Gregory Elacqua (Chile).
  • Secretário de ensino médio e superior do México, Rodolfo Tuiron (a confirmar).
ENCERRAMENTO
Palavras finais: Claudia Costin, ex-secretária de educação do Rio de Janeiro e diretora de educação do Banco Mundial


Featuring

Presidente del Grupo del Banco Mundial
Vicepresidente del Banco Mundial, América Latina y el Caribe
Pesquisador sênior do Instituto Hoover da Universidade de Stanford
Economista-chefe na área de educação, Banco Mundial para a América Latina e o Caribe
Leia outras perguntas
Dr. Ashish Manohar Urkude
India
Eu classificaria meus professores que me ensinaram até hoje como o melhor, desde a Educação Básica até Ph.D. Agora, quando classificação futuro está em causa deve ser holística e não com base apenas / só o desempenho. Na Índia Guru Guru é, que está além da classificação e valor, como s / ​​ele defende legado que existe desde as idades. Assim, para além de seu / sua qualificação básica s / he deve ser ter habilidades para construir valores e ética em que os alunos, juntamente com habilidades e conhecimentos que ele / ela pode entregar a próxima geração, que os leva a viver uma vida mais sábia. Por isso, eu estou recomendando um sistema de ensino e avaliação holística aqui para as próximas gerações.
Márlon Assis
Brazil
Como conscientizar as crianças e adolescentes de que elas precisam levar a sério sua educação para no futuro ser professor? As crianças e os adolescentes usam muito o jargão: "Pra quê aprender isso se não compra pão?". Acredito que esse tipo de pensamento tem nos prejudicado e prejudica o futuro do ensino no Brasil.
Thalitta Barbosa
Brazil
Como os professores podem ensinar o conteúdo cobrado em provas e como podem ensinar os alunos a pensarem fora do padrão prova, aplicar o conhecimento ao dia a dia da vida prática para conseguirem pensar "fora da caixa"? Até o ensino médio estudei em escolas que me ensinaram a pensar, ensinaram-me a aprender não somente o que se pode ser cobrado em provas. Contudo, para muitas escolas e alunos o que importa é o resultado e não o como se aprendeu e o que se aprendeu. E quando chegam nas universidades, muitas vezes se têm dificuldade em seguir com o curso escolhido, porque falta base, base de raciocínio que é dada no ensino fundamental e médio. Da universidade, o problema segue para o campo de trabalho.
Denise Silva Macedo
Brazil
O que o organismos internacionais, especialmente os financeiros, como o BIRD, chamam de QUALIDADE em educação?
Henrique Krigner
Brazil
Globalmente temos visto um rápido crescimento da população "nem-nem" (NEET Population), tanto em países desenvolvidos como em economias em desenvolvimento. Embora este crescimento aconteça por razões diferentes nestes dois cenários, de que maneira o professor pode atuar como um agente de redução deste número? We are now facing a worldwide increase of the NEET population number both in developed countries but also in developing economies. Eventhough reasons for this growth differ in this two different backgrounds, how can teachers act, together with other local actors, to reduce or stop its growth?
rafaela aguiar
Brazil
Por quer os professores tem um salario tao baixo,sendo q ele e responsavel pela formaçao de geraçoes e geraçoes de pessoas?
Gabriela Martini
Brazil
I would like to know if you already did studies about how much the salary of teachers impact their productivity in class. Thank you